Conteúdo do post no blog

Lance Seu Negócio Online em Apenas 7 Dias

1. Um Guia Íntimo para Ficar por Dentro do Mundo de Copywriting

Não tem para onde correr, quem quer vender precisa de Copywriting.


E quem quer ser um bom copywriter precisa desenvolver as habilidades de escrita e persuasão.


O copywriting bem feito gera resultados e é por isso que profissionais bem-sucedidos chegam a cobrar 125 dólares por hora de trabalho, ou até mais.


Converta isso para reais e verá que essa é uma das profissões mais bem pagas da atualidade. Mas você precisa mesmo de curso? O papo reto é que você não precisa.


Você só precisa gostar de escrever, estar disposto a aprender e, é claro, gostar de ler.


A competição neste meio é acirrada mas, com os conselhos certos, você pode sair na frente da maioria dos iniciantes.


Nós vamos compartilhar dicas de mestre para sua carreira e as ferramentas que vão te ajudar a ter sucesso e não ficar para trás.

1.1. O que é copywriting ?

O copywriter é como um vendedor que bate de porta em porta, te pergunta como você está, como foi seu dia, conversa com você sobre assuntos da sua vida, te apresenta um catálogo de produtos e acaba te cativando e convencendo a fechar uma compra.


O copywriter não pode entrar na sua casa fisicamente, mas ele pode entrar na sua caixa de entrada, aparecer no seu feed de notícias e na sua pesquisa do Google à qualquer momento e te levar a se interessar e comprar um produto em questão de minutos.


Pense na última vez em que você foi convencido a comprar ou mesmo à fazer qualquer coisa.


Lembre das palavras que te seduziram, na forma como a pessoa te tratou, em como você se sentiu.


Geralmente essas coisas pesam mais do que a lógica por trás da sua decisão.

Essas são a verdadeira essência do copywriting.


Falar em bom copywriting significa falar em boa persuasão. O copywriter é como um vendedor que sabe escrever bem.


Alguns vendedores são cativantes, e acabam vendendo mais pelo seu carisma, pelo seu sorriso e aperto de mão forte do que pela sua habilidade de convencer.


O copywriter não tem a possibilidade de te influenciar dessa forma, já que ele não pode expressar sua linguagem corporal.


Nessa profissão são as palavras que importam.


O poder das palavras é a arma do copywriter.


Falando assim parece algum tipo de mistério mas, na verdade, o poder das palavras está nos detalhes.


Você pode até ser uma pessoa extremamente racional, mas você não é um robô.


Antes que você perceba, o seu inconsciente, as suas emoções e os seus instintos determinam uma boa parte das suas decisões.


Existe muita teoria que propõe isso, mas o copywriting demonstra concretamente como a persuasão acontece.


Colleen Szot, uma das escritoras mais bem sucedidas na indústria de comerciais demonstrou em um dos seus projetos como uma mudança de apenas 3 palavras causou um aumento enorme de cerca de 40% na venda de um produto.


Ela re-escreveu uma chamada para ação de:


“Os nossos atendentes estão esperando, por favor ligue agora”


“Se os nossos atendentes estiverem ocupados, por favor ligue novamente”


A nova frase dá até a impressão de que o processo de compra vai ser um verdadeiro sufoco, mas ainda assim, os resultados foram incrivelmente positivos.


O motivo disso ter funcionado é resultado da aplicação de um fundamento básico de persuasão, que nós vamos explicar logo mais.


No universo das vendas digitais todo conteúdo que se comunica com o cliente é parte de uma estratégia de copywriting, desde o anúncio visto no Google ao título e o corpo da landing page, as descrições de um produto, a campanha de marketing feita através dos emails, todos os botões que chamam o cliente para uma ação.


Em outras palavras, todas as etapas de um funil de vendas precisam do trabalho do copywriter.


Em sites de sucesso, cada uma dessas palavras é rigorosamente escolhida pelo copywriter.


Copywriters já eram requisitados muito antes do advento da internet, e eram responsáveis pelo desenvolvimento de peças publicitárias para jornais, revistas, outdoors, TV e rádio.


A internet tem tornado essa profissão ainda mais importante, já que hoje em dia empresas aparecem em redes sociais ou no Google em segundos.


A internet, no entanto, exige que a marca vá além da propaganda e realmente desenvolva um relacionamento com os seus clientes.


Em uma pesquisa publicada pela agência Hook, 50% das empresas disseram que a maior parte do retorno de seus investimentos estão relacionados com pesquisa, SEO e marketing de conteúdo.


Por conta desses resultados, 36.4% das empresas na mesma pesquisa disseram que pretendem investir entre 80 e 100% de todo o seu orçamento para marketing exclusivamente no marketing digital.


Apesar de tudo isso, essa profissão ainda é pouco conhecida no Brasil e muita gente não faz a menor ideia do quão lucrativa essa carreira pode ser.


O momento é muito oportuno para essa carreira, já que muitas empresas brasileiras estão começando a investir em copywriting, e muitas outras multinacionais estão olhando para o mercado brasileiro e visando produzir conteúdo para a nossa audiência.


Isso cria muitas oportunidades para você trabalhar traduzindo ou criando copy em português e ser pago em dólar ou euro.


Sim, estamos falando de uma profissão pouco conhecida, muito subestimada e com grande potencial de crescimento nos próximos anos.


Para te ajudar a aproveitar essa oportunidade, nós vamos te mostrar o que os copywriters fazem não apenas para vender, mas também cativar suas audiências.


Depois vamos te dar dicas que você pode começar a colocar em prática hoje e impulsionar sua carreira.

1.2. Como fazer um bom copywriting?

Como falamos antes, quase tudo o que se aplica a um bom vendedor deve ser aplicado ao copywriter.


Por exemplo, um bom vendedor, cria uma conexão com o seu cliente, e faz ele se sentir bem.


A maioria dos artigos sobre copywriting pela internet focam em técnicas de persuasão.


Essas técnicas são extremamente importantes, porém antes de poder persuadir alguém é necessário conhecer a marca que estamos defendendo e quem estamos tentando persuadir.

1.2.1. Conheça a sua marca e fale como a sua marca.

O copywriter precisa conhecer bem a marca que está defendendo para que sua copy tenha personalidade.


Quando se entende o diferencial de uma marca, é bom incorporar isso ao tom do texto para ajudar o leitor a associar certos valores e características que a marca visa promover.


A Cultivated Wit é uma empresa de comédia que dá um exemplo extremo do que estamos falando.

Caixa de inscrições no site da Comedy Wit com texto em inglês.

Caixa de inscrições no site da Comedy Wit com texto em inglês.

A típica caixinha que pede o e-mail do cliente começa despretensiosa e vira piada neste site:


“Comédia pode existir em novas formas. Tecnologia pode ser mais divertida. Copy de páginas iniciais podem ser irritantemente vagas”.


Até mesmo os links no rodapé da página fazem sátira do modelo repetitivo de todo website, com opções do tipo “Monitore nossas vidas públicas privadas” e “receba nossa propaganda newsletter”

Rodapé da página da Copy Wit com texto em inglês.

Rodapé da página da Copy Wit com texto em inglês.

Esse é um exemplo de copy que incorpora o estilo e a personalidade dessa marca e, mais importante, fica na cabeça do leitor.

1.2.2. Conheça o seu público alvo e converse com ele na linguagem certa

Mais do que conhecer gênero, localização e faixa etária você precisa entender o que se passa na cabeça do seu público-alvo constantemente.


Isso significa conhecer e dialogar com os desejos, medos, culpas e irritações diárias do seu leitor e tocar mesmo na ferida, para que o leitor se sinta entendido de forma íntima.


A empresa Innocent, que está se destacando internacionalmente por vender sucos naturais, orgânicos e sem corantes dá um bom exemplo na página da linha do seu produto destinada à crianças:

Anúncio de sucos da empresa Innocent para a linha infantil.

Anúncio de sucos da empresa Innocent para a linha infantil.

“Sem pedaços. Sem lixo. Nossas bebidas e tubos de frutas para crianças são ideais para manter a lancheira dos seus pequenos agradável e saudável. Não tem de quê.”


Focando nas mamães e papais como público alvo, a empresa foca nos problemas que eles enfrentam - lancheiras sujas e desorganizadas - e utiliza a linguagem certa e o senso de humor para oferecer uma solução e cativar.


O seu cliente está interessado em resolver seus problemas, muito mais do que no produto que você quer vender.


Este exemplo nos ensina que conhecer as dores e os desejos de seus clientes e oferecer soluções é um elemento que bons copywriters utilizam para criar uma conexão e escrever de forma mais humana.


Um outro exemplo fascinante é a iFood, que tem um público muito variado, mas foca em conquistar o público jovem em suas campanhas publicitárias.


As notificações de cupons enviadas pelo aplicativo mostram que eles estão por dentro de tendências e gírias que fazem o leitor sentir que está recebendo notificação de um amigo, ou amante.

Notificações de cupom usadas pelo Ifood para atrair clientes.

Notificações de cupom usadas pelo Ifood para atrair clientes.

O exemplo da Picpay também demonstra um conhecimento do público brasileiro, ao mencionar pagar pelo churrasco, a empresa fala diretamente de um problema corriqueiro e relevante à vida do brasileiro, além de focar em benefícios concretos para o cliente.


Para enfatizar os benefícios é necessário conhecer o seu público-alvo.

Anúncio da empresa Picpay.

Anúncio da empresa Picpay.

1.2.3. Use técnicas de persuasão

Existe muito conteúdo que detalha as técnicas de persuasão mais utilizadas em copywriting.


A persuasão é um assunto amplo que se aplica não apenas ao copywriting, mas também a qualquer área da sua vida.


O estudo da retórica acompanha a humanidade desde a antiguidade e ensina que a persuasão é composta de três elementos principais, ethos, pathos e logos.


Ethos se refere à imagem do orador, como uma figura que merece autoridade e respeito.


Pathos, se refere ao apelo emocional da persuasão e logos se refere à parte lógica e racional do argumento.


Esses são três conceitos para aplicar em qualquer tipo de comunicação persuasiva. Técnicas mais específicas de persuasão foram desenvolvidas a partir deles como, por exemplo, compromisso, autoridade, escassez, validação social e reciprocidade.


É importante dizer que essas técnicas estão sendo muito repetidas em vários blogs para copywriters e, por isso, muitos escritores são influenciados e muito conteúdo acaba sendo repetido.


Se uma estratégia for repetida milhões de vezes ela vai perdendo a eficiência com o tempo. O mais importante é ter originalidade ao aplicar uma dessas técnicas.


Dito isto, uma das técnicas mais utilizadas por copywriters é a prova social, que se baseia na nossa tendência de seguir o comportamento de outras pessoas, mesmo que desconhecidas.

Anúncio da Airbnb

Anúncio da Airbnb

Aqui, a menção aos outros milhões de anfitriões do Airbnb é suficiente para incentivar o leitor a entrar na plataforma.


Essa técnica foi testada em um experimento interessante, publicado por Noah Goldstein no livro Yes!: 50 Scientifically Proven Ways to Be Persuasive (Sim!: 50 formas de ser persuasivo provadas cientificamente).


Eles modificaram o texto das notas colocadas por uma rede de hotéis em toalhas de banho, que dizia algo do tipo:


“Por favor re-utilize suas toalhas para economizar energia e reduzir o impacto ao meio ambiente.”


O novo texto dizia


“60% dos hóspedes do hotel aderiram a nossa campanha de reutilização de toalhas e estão nos ajudando a salvar o ambiente.”


A mudança causou um aumento de mais de 20% na taxa de adesão à campanha.

Parece que nós somos influenciados pelas ações dos outros mesmo de forma inconsciente.


Outro princípio muito utilizado é autoridade, que explora a nossa tendência a ser influenciado por figuras em posição de autoridade.


Geralmente o marketing utiliza grandes nomes da indústria para isso, mas reforçar a autoridade da marca em si também é uma tática muito utilizada, como no exemplo abaixo.

Anúncio da Picpay dizendo “Oi, somos  o maior app de pagamentos do Brasil!”

Anúncio da Picpay dizendo “Oi, somos o maior app de pagamentos do Brasil!”

O princípio da escassez também é um dos mais importantes para o copywriting. Ele funciona como um gatilho mental nos impulsionando a agir em face de recursos limitados.


Esse princípio é a base das típicas frases “vagas limitadas” ou “últimas unidades disponíveis”.


A urgência também está muito relacionada a esse princípio.


O ideal aqui é saber tocar nas urgências intrínsecas presentes na vida da audiência, mesmo que de forma inconsciente.


A marca Irreverent Gents modificou um título da página de cadastro em sua newsletter que dizia:


“Vista-se melhor que os outros caras: Digite seu endereço de e-mail para descobrir nove detalhes que você precisa para ficar bem e se destacar da multidão.”


O novo título ficou:


“Não deixe os outros caras se vestirem melhor do que você: digite seu endereço de e-mail para descobrir nove detalhes que você precisa acertar para ficar elegante e se destacar da multidão”


A mudança causou um aumento de 17% no número de pessoas que se cadastraram. Esse texto se baseou na urgência básica e instintiva da competitividade masculina.


Dessa forma, ao invés de incentivar o leitor a conquistar uma vantagem em relação aos outros caras, o texto sugere que o leitor já está ficando para trás, portanto, há uma urgência maior para correr atrás do prejuízo.


O princípio do compromisso se baseia em apelar para a coerência da audiência. As pessoas querem se sentir e ser vistas como coerentes, portanto, elas tendem a se comprometer com uma ação simplesmente para manter a coerência.


Esse anúncio da empresa Bloomberg, que tem como alvo o público estudante, dá um bom exemplo de como utilizar este princípio: “$99 faz perfeito sentido.


É a menor taxa que você pode pagar pelo maior retorno de investimento”.


Muitos estudantes se consideram racionais, por isso a marca aposta que uma parte desse público será influenciada pelo título simplesmente devido à necessidade de manter a coerência com a sua auto-imagem de pessoa racional.


Dessa forma, mesmo sem apresentar muitas evidências, a empresa consegue conquistar a atenção de estudantes que se consideram lógicos e racionais, de uma forma um tanto irônica.

Anúncio da Bloomberg no Instagram com text em inglês e figuras de materiais de escritórios.

Anúncio da Bloomberg no Instagram com text em inglês e figuras de materiais de escritórios.

O exemplo de copy abaixo mostra como o compromisso pode ser feito de forma implícita na sua copy.


Tudo começa com a pergunta inicial “Você já sonhou em ingressar em um mercado com muitas vagas e salários altos?


Uma pessoa que tem um sonho, e pode começar a conquistá-lo por meio de um curso 100% gratuito e online, que não exige nenhum conhecimento prévio, seria incoerente em recusar este tipo de oportunidade.

Anúncio de curso de programação no Instagram mostrando ofertas.

Anúncio de curso de programação no Instagram mostrando ofertas.

Para melhorar sua capacidade de persuasão não basta apenas ler a teoria, você deve aplicar essas táticas em toda a oportunidade que você tiver de influenciar alguém, seja em uma barganha ou um pedido de aumento.

1.2.4. Conte Estórias

Quem nunca esteve atrasado e acabou aumentando uma conversa porque a estória estava muito interessante e precisava saber o final?


Contar uma estória curiosa é uma das formas mais eficazes de segurar sua audiência até o final do seu texto.


Porém, a técnica de storytelling não precisa ser exatamente uma narrativa comum, o simples uso de alguns elementos narrativos já ajuda e muito.


Além disso, o texto se torna muito mais agradável e humano, oferecendo uma experiência ao seu cliente que parece transcender uma simples compra.


A tática conhecida como storytelling é a essência das campanhas de marketing mais bem sucedidas.

Anúncio do Spotify  com gráficos e fotos de cantores famosos.

Anúncio do Spotify com gráficos e fotos de cantores famosos.

Esse anúncio da Spotify dá um grande exemplo de como instigar a imaginação do cliente e transportá-lo a outro lugar com pequenas narrativas baseadas em hits de sucesso.


Como, por exemplo “Deixe seu coração em Havana” ou “Seja algo que o Bruno Mars goste”, em referência à música “That’s What I Like”.

1.3. Como ser um freelance copywriter?

1.3.1. Desenvolva sua habilidade de persuasão.

Para isso esteja sempre atento quando alguém tentar te convencer a fazer qualquer coisa. Preste atenção nas técnicas e palavras que eles usaram para afetar.


Quando você for convencido, reflita sobre o que te levou a agir. Leia e estude os princípios da persuasão com a imensidão de recursos disponíveis online, mais importante ainda, aplique esses princípios sempre que houver uma oportunidade.

1.3.2. Construa um portfólio.

O portfólio faz toda a diferença na hora de conseguir clientes mostrando exemplos práticos das suas habilidades.


Existem vários formatos possíveis de portfólio, desde uma simples apresentação de slides à um website completo.


Algumas pessoas utilizam redes sociais como portfólios. Seja lá o que você utilizar, lembre-se de usar suas habilidades de copywriting para vender você e aquilo que só você pode oferecer.


Caso você não tenha nenhum projeto para colocar no seu portfólio, crie alguns exemplos fictícios de copy que você escreveria ou mesmo re-escreva copy de empresas conhecidas, aplicando as táticas que podem fortalecer a campanha de marketing.


Como iniciante, você deve considerar até oferecer seus serviços de graça para começar a construir seu portfólio.


No mundo de copywriting, os chamados cases são essenciais para conquistar clientes.


Os cases servem para mostrar os resultados de seu copywriting, e enfatizar a efetividade de forma bem direta, mostrando o aumento no número de vendas, cliques, cadastros e toda a atividade diretamente influenciada pelo seu copywriting.


Vale a pena contatar possíveis clientes, abrir mesmo o coração mostrando a sua vontade, paixão e determinação.


Ofereça seus serviços mesmo sem custo, pois uma experiência real no mercado vai valer muito mais do que qualquer pagamento à este ponto.

1.3.3. Use plataformas freelancer:

Essas plataformas são excelentes para se iniciar uma carreira como freelancer pois você pode criar um perfil que também pode servir como portfólio. A Upwork é a melhor opção no mercado de freelancers.


Apesar de ser mais difícil se sobressair no começo, você pode encontrar clientes gringos procurando especificamente freelancers brasileiros para projetos que são bem pagos, e pagos em dólar.


Outra opção é o Fiverr que tem um formato diferente, mas também pode gerar oportunidades. Opções de plataformas brasileiras incluem Workana e 99freelas.


Invista tempo em escrever um bom perfil para atrair os seus clientes.


Ter um perfil completo e bem escrito no LinkedIn também faz toda a diferença e pode te ajudar a encontrar oportunidades.


Escrever uma Cover Letter e enviar seu currículo e CV para grandes, médias e pequenas empresas também é uma boa forma de encontrar oportunidades.


Startups podem ser minas de ouro para iniciantes, já que sua cultura corporativa é geralmente mais flexível.


Além disso, a maioria das startups necessita de copywriters.


Outra opção é falar com empresas do seu bairro ou arredores e oferecer os seus serviços para anunciá-los.

1.3.4. Busque fontes de inspiração e criatividade:

Marcos Paulo Venâncio, o copywriter conhecido como Marcão, foi escolhido o Copywriter do ano pela SBcopy, a Associação Brasileira de Copywriting, em uma entrevista ele compartilhou a história de como ele começou sua carreira do zero.


Uma das dicas que ele deu para iniciantes é “ler copy todo santo dia”, esteja atento a tudo que você lê online e tenha uma pasta para guardar tudo que chamar sua atenção: “um e-mail, que te chamou atenção, guarda isso, eu fico o dia inteiro lendo copy".


Leia blogs de Marketing Digital, e siga outros grandes copywriters brasileiros para se inspirar, Ícaro de Carvalho, Marcelo Braggion e Evaldo são alguns dos que compartilham informações e conteúdo de qualidade que pode ser útil para sua carreira além de oferecer cursos e materiais educativos.


Ser um copywriter é um estilo de vida e isso significa estar atento 24 horas a tudo que possa servir como inspiração ou aprendizado.


Isso também incluí ler notícias e estar ciente das tendências e conteúdos virais da internet, pois estes podem gerar ideias incríveis para uma copy que realmente dialoga com o seu público.


Além disso, passe tempo se dedicando aos seus hobbies e as coisas pelas quais você tem paixão. Ouça podcasts, leia livros de todos os tipos e mantenha sua mente ativa.

1.3.5. Conheça as ferramentas certas

Conforme a sua carreira for crescendo valerá a pena investir em algumas ferramentas que facilitam a sua vida e ajudam a criar conteúdos melhores.


Uma boa ferramenta grátis é o site Sinônimos que é útil para todo escritor da poesia ao copywriting.


O uso de sinônimos acrescenta novas opções ao seu vocabulário e te ajuda a escrever textos mais elaborados e menos repetitivos.


Outra coisa essencial é garantir que seu texto não tenha erros gramaticais ou de digitação.


Para isso, vale a pena utilizar ferramentas como a Grammarly, por exemplo.


Aprenda a utilizar o Google Trends para saber a popularidade das palavras-chave que você pretende utilizar nas suas copy.


Quase todos os contratantes procuram freelancers com conhecimento de SEO, que em português significa Otimização para Mecanismos de Busca, e, na prática significa aumentar as chances do seu conteúdo aparecer nos primeiros resultados do Google.

1.3.6. Apressado come cru

Isso vale para tudo. Não tenha pressa para se tornar um copywriter de sucesso, pois esse é um processo que levará tempo.


Da mesma forma, não tenha pressa quando for escrever uma copy, por menor que ela seja.


Uma pesquisa publicada pela agência Orbit Media demonstrou que 38% dos escritores que levaram 6 horas ou mais para escrever um material relataram ter obtido resultados melhores.


É claro que o tempo que vai levar para escrever sua copy depende muito do material, mas pode ter certeza de que vai levar algumas horas para, pelo menos, analisar a sua competição, tomar notas e pensar em um recorte exclusivo para o seu texto.

1.3.7. Seja você mesmo

Antes de pensar em si mesmo como um copywriter, pense nas suas qualidades, experiências, memórias, piadas e tudo aquilo que te torna uma pessoa única com a qual os seus leitores gostariam de bater um papo e conhecer melhor.


O conhecimento das táticas é uma ótima caixa de ferramentas para aprimorar o seu trabalho mas, sem derramar a sua essência, dificilmente você conseguirá se diferenciar da competição.


Muitas vezes, é justamente esse toque pessoal que faz uma grande campanha.

1.4. Para refletir: Porque eu deveria me tornar um Copywriter?

Se você veio aqui só para a parte prática pode parar de ler por aqui.


Mas se você ainda tem seus dilemas sobre a profissão de copywriter, essa sessão é para você.


Pense nos motivos que te motivaram a querer ser um copywriter.


Provavelmente foram fazer um bom dinheiro, trabalhar de casa e, de preferência, ganhar a vida com algo que você goste de fazer.


Com o tempo você terá tudo isso, mas a maioria das pessoas querem uma profissão que tenha um propósito maior.


O copywriter tem uma grande influência na sociedade, já que ele pode direcionar o desejo das massas.


Os mesmos desejos que te levaram a procurar uma profissão, são os desejos que movem o mercado e mantém essa roda econômica girando.


Talvez você tenha percebido que uma boa parte do conteúdo que nos atinge é repetitivo e usa as mesmas técnicas batidas de persuasão que todo mundo usa.


Ao tornar-se um copywriter, você tem a oportunidade de tomar atitude, oferecer algo único e criar conteúdo que possa tornar as pessoas mais conscientes de seus desejos, ou mesmo ser uma fonte de inspiração.


O seu poder de influência como copywriter também gera responsabilidade já que você deve escolher que tipo de empresas e causas merecem o seu tempo e as suas habilidades.


Por exemplo, um copywriter não necessariamente trabalha apenas para vendas, ele também pode se dedicar a usar as mesmas técnicas de persuasão para influenciar pessoas a doar.


O mais importante: Antes de pensar em como influenciar, pense em porque influenciar as pessoas.

Estes artigos também podem ser do seu interesse:

Download the book

Obtenha este guia gratuito

O Novo Sistema para Lançar

um Negócio Online

O que você vai aprender:

  • Como começar seu primeiro negócio online em 7 dias
  • Como dominar uma habilidade online de alto retorno
  • Os segredos para escalar seu negócio para o próximo nível

Nós ODIAMOS spam. Seu endereço de email está 100% seguro.

A Systeme.io é uma ferramenta para construir seu negócio online de forma simples, acessível e intuitiva. Feita para qualquer um que deseja ter um negócio de sucesso.

© systeme.io. Todos os direitos reservados.

© systeme.io. Todos os direitos reservados.