Entenda o que é SEO e como Usá-lo para sua Página Aparecer Primeiro no Google

seo

Lembra da última vez que você fez uma pesquisa no Google? 


Quantas páginas você olhou? 


Se você for como mais de 90% das pessoas, você muito raramente passa da primeira página para encontrar seus resultados.


Uma outra pesquisa, realizada pela empresa Moz, descobriu que 71.3% de toda a movimentação pelo Google vai para as primeiras dez páginas de resultados, e apenas menos de 4% vai para a segunda página.


Estudos como esses mostram que se o seu conteúdo não aparecer na primeira página no Google é quase como se não estivesse lá. 


Se torna quase impossível que novos visitantes e possíveis clientes consigam te encontrar.


Com milhões de páginas repetindo conteúdos muito parecidos e competindo por estes requisitados 10 primeiros lugares do Google, subir ao topo da lista se torna uma verdadeira corrida.

mostrando atletas em uma corrida de bicicletas

SEO, que significa em Português “Otimização de Mecanismos de Busca” é um conjunto de práticas para melhorar o posicionamento de uma página no Google, juntamente com a qualidade e quantidade de acessos por meio de resultados orgânicos.

1. O que são resultados orgânicos?

Resultados orgânicos são acessos que você recebe sem pagar por anúncios para aparecer primeiro no Google.


Usando a metáfora da corrida, uma boa estratégia de SEO é equipar seu carro com o melhor motor e os melhores equipamentos possíveis.


Antes de saber como otimizar seus resultados, você precisa entender como um mecanismo de buscas funciona. 


Como você deve saber, o Google não é uma bola de cristal.


Para gerar a lista de respostas para as suas perguntas, o Google usa um algoritmo que analisa, em milésimos de segundos, uma variedade de critérios para classificar quais páginas têm a melhor resposta para a pergunta do usuário.


Além disso, os chamados “robôs” do Google são programas que monitoram e avaliam milhões de páginas do Google para avaliar sua qualidade.

2. Quais são os critérios de rankeamento do Google?

Foto de um pódio iluminado sob luz de holofote

Existem mais de 200 critérios de rankeamento utilizados pelo Google. Esses critérios podem ser divididos em 3 fatores diferentes:


Fatores externos à página:

  • Medidos a partir de outras partes do seu site, e não necessariamente a página que está sendo ranqueada. Entre os fatores externos mais determinantes estão os backlinks, que são links posicionados fora do seu site, em outros blogs ou páginas que mencionam a sua página.

Fatores internos à página:

  • Fatores que têm relação direta com a qualidade da sua página. Os fatores internos mais importantes são o uso de palavras-chaves bem direcionadas e o uso dessas palavras-chaves nos seus títulos e subtítulos.
  • Outro fator interno importante é a meta-descrição, que é uma pequena descrição que fica no código HTML da página e aparece nos resultados de busca. Essa meta-descrição, junto ao título, contribui muito para que o leitor se interesse em abrir a página.
  • Outros fatores incluem o uso de alt-text, que é uma legenda descritiva que se destina especialmente aos usuários cegos, que usam leitores de tela para saber o que está escrito. Essas descrições também ajudam o mecanismo do Google a entender e selecionar as melhores imagens.
  • A estrutura da URLutilizada pela página também é um dos fatores mais importantes para o rankeamento no Google. Uma boa URL tem que ser escrita de forma clara e concisa, incorporando as palavras-chave da página.
  • Mais importante que tudo isso é, claro, a qualidade do conteúdo na página, já que o Google valoriza conteúdo relevante, acurado e novo. Escrever pensando no leitor é sempre o primeiro passo para um bom SEO.

Fatores técnicos:

  • Fatores que são medidos no seu site porém tem mais a ver com a performance do seu site em geral. Os fatores técnicos mais importantes para rankear o seu site são por exemplo a velocidade da página e do site, a usabilidade móvel do seu site e o uso de links internos, que direcionam o leitor a outras páginas do site.

Se você tem um negócio e quer entender melhor como aplicar SEO no seu conteúdo digital, leia até o fim para descobrir as ferramentas mais importantes para manter sua estratégia de SEO em dia e ter mais chances de ser encontrados não apenas por uma audiência maior. 


Mas principalmente pela audiência certa.

3. Quais são as melhores ferramentas gratuitas para gerenciar e auditorar SEO?

Imagem de uma pessoa usando a ferramenta Ahrefs em um computador

Se você não faz ideia da condição em que se encontra o SEO do seu website, não perca mais tempo pois a sua competição já está saindo na frente por investir em SEO e conquistando os cliques dos clientes que você procura.


Se você já tem alguma ideia de SEO e já implementou algumas estratégias, saiba que é necessário fazer uma auditoria regularmente para verificar se o seu conteúdo continua relevante para os mecanismos de busca. 


Além disso, a auditoria serve para medir e verificar a eficiência das suas estratégias de SEO.


Existem muitas ferramentas para automatizar e tornar o processo de auditoria mais rápido. 


No entanto, é difícil reconhecer as ferramentas que oferecem o melhor custo-benefício do mercado.


Nós preparamos uma lista com as melhores ferramentas para fazer auditoria e também tornar sua rotina de SEO mais prática e eficiente. 


O melhor é que muitas delas são gratuitas.

4. Ahrefs Webmaster Tools

Ahrefs Webmaster Tools é uma plataforma grátis para donos de sites que precisam monitorar a “saúde do seu SEO”. 


A ferramenta é extremamente simples de usar e possui opções para escanear mais de 100 problemas de SEO comuns que podem estar atrapalhando a performance da página no Google.


Também é possível monitorar seus backlinks, ou seja, conhecer todos os sites que estão mencionando as suas páginas.


A ferramenta também organiza todas as informações e métricas relativas ao uso de palavras-chaves no seu site, incluindo um relatório que indica as palavras-chave que mais trazem tráfego para o seu site.

5. Google Search Console

Imagem ilustrativa de uma mão tocando telas com vários gráficos

Este é um serviço gratuito oferecido pelo Google que te ajuda a monitorar toda a sua performance nos mecanismos de busca e ainda entender muita coisa sobre o seu website e as pessoas que o estão visitando.


Por exemplo, você pode descobrir quantas pessoas estão visitando o seu site e como elas o encontram, se a maioria dos seus visitantes acessa o seu site por meio de um celular ou computador, quais páginas do seu site são as mais populares e etc.


Com o Google Search Console (GSC) você também pode encontrar erros no seu site e entender o que precisa ser melhorado no seu SEO para alcançar rankings mais altos nos mecanismos de busca.


O GSC pode ser utilizado para verificar se o mapa do seu site está funcionando corretamente, se o seu site está sendo indexado pelo Google e também para verificar o número de pessoas que vêem e clicam no seu link em um navegador.


O GSC também pode ser usado para analisar os seus backlinks e saber quais páginas estão mencionando o seu conteúdo. 


O GSC também te permite verificar se o seu site está recebendo punições devido a algum mal comportamento ou violação das normas do Google.


Aprender a utilizar essa ferramenta terá benefícios enormes no longo-prazo, desde que você desenvolva o hábito de fazer uma verificação regularmente.

6. Google Pagespeed Insights

Sabe quando você encontra um resultado perfeito para as suas pesquisas no Google mas na hora de clicar no link ele demora quase um minuto para abrir? 


A sensação além de ser frustrante, geralmente te leva a fechar o site e procurar outro.


Por isso, mesmo que todas as outras partes do seu conteúdo estejam perfeitas em termos de SEO - sua página tem um ótimo título, meta-descrição, link - se o seu site for lento, é quase garantido que o leitor vai desistir de ler a sua página.


Talvez você tenha até criado um site com um design lindo, cheio de vídeos e animações, porém se ele não carregar rápido o tiro vai sair pela culatra.


O Google Pagespeed Insights é uma ferramenta gratuita que te ajuda a encontrar e reparar problemas que podem estar diminuindo a velocidade do seu site.


Pagespeed é uma pontuação que o Google atribui a sua página entre 1 e 100, Essa pontuação não é literalmente o tempo de carregamento da sua página, mas ela ajuda a entender a performance do seu site como um todo.


O Google Pagespeed Insights coleta dados em um ambiente de variáveis controladas e também dados reais extraídos quando usuários entram no seu site para identificar os maiores problemas.


Após analisar o seu site, a ferramenta pode indicar um sinal verde dizendo “Optimizations Found”, 


Que significa Otimizações Encontradas, e é uma lista das recomendações que o seu site já está seguindo ou um sinal amarelo dizendo “Possible Optimizations”. 


Que significa Otimizações Possíveis e indica aquilo que ainda pode ser feito para melhorar a velocidade do seu site.


Por exemplo, o site pode recomendar que você efetue uma compactação dos arquivos para que eles possam ser carregados de maneira mais rápida no seu site.

7. GT Metrix

GT Metrix é uma ferramenta que oferece recomendações para melhorar a performance e velocidade da sua página com base em análises efetuadas no seu site. 


A ferramenta conta com uma versão básica gratuita que permite a análise de uma URL.


Essa ferramenta oferece algumas opções adicionais de métrica em relação ao Google PageSpeed Insights, e alguns usuários relatam que ela seja de fato uma ferramenta melhor, com recomendações mais fáceis de se entender e aplicar para o usuário comum.


Como é mais difícil decifrar o significado da pontuação atribuída pelo Google, alguns usuários preferem o sistema utilizado pelo GT Metrix, que foca em métricas mais concretas como Tempo Total de Carregamento e Tamanho Total da Página.

8. Decifrando Novas mudanças: Web Core Vitals

Placa de trânsito indicando curva

Além de todos os parâmetros que mencionamos até aqui, existem algumas mudanças anunciadas recentementes pela Google e você deve se preparar pois elas também vão afetar o posicionamento do seu site nas pesquisas.


Web Core Vitals, termo que pode ser traduzido como “Núcleos Vitais da Web", se refere a novos indicadores focados no fator UX, que significa Experiência do Usuário.


Só o nome já dá uma ideia do peso e importância desses parâmetros.


Estes fatores são ligados à velocidade, tempo de resposta e estabilidade visual de uma página, visando priorizar páginas que promovem uma experiência melhor ao usuário.


Esse novo sistema estará ligado a fatores que já contavam antes, como compatibilidade com navegadores móveis, utilização do protocolo HTTPS para promover segurança, além de outros fatores.


No Google Search Console você vai encontrar esses novos indicadores em uma sessão específica para Web Core Vitals.

9. Outros Elementos da Auditoria de SEO

9.1. Links Quebrados

Tela de computador mostrando erro 404

Pense na sua própria experiência como internauta. 


A frustração de encontrar uma página quebrada, com erro, e que não abre é tão grande que acaba te desanimando e o mais provável é que você esqueça do site e encontre outra alternativa.


Um link quebrado atrapalha seu relacionamento com seus visitantes e também com o mecanismo de busca do Google. Os chamados “robôs” do Google verificam todos os links e coletam informações sobre a sua página.


É importante saber que links quebrados dentro do seu próprio site também impactam a performance do SEO negativamente


Por isso você deve procurar eliminar quaisquer links quebrados dentro da sua própria página, sejam eles internos - para o seu próprio site - ou externos.

9.2. Códigos HTTP

Códigos de status são como uma conversa entre o seu servidor e o pedido do seu navegador. 


Quando você visita um site, o seu navegador envia um pedido ao servidor do site e o servidor responde ao pedido do navegador com um código de três dígitos, que são os chamados códigos HTTP. 


Parece uma coisa muito técnica e intimidadora, mas nós vamos desvendar os significados desses códigos para você.


Esses códigos são importantes para diagnosticar erros de forma rápida. 


Eles também ajudam os robôs do Google a entender o que está acontecendo com a sua página. 


Segue a lista:

  • O código 1xxs significa que o servidor está processando o pedido,
  • O código 2xxs indica sucesso! O pedido foi completo e o servidor respondeu da forma esperada.
  • O código 3xxs indica que você foi redirecionado para alguma outra página.
  • O código 4xxs geralmente indica que a página não foi encontrada, ou não pode ser acessada. Isso é um erro da parte do seu site, e geralmente aparece quando a página não existe mais.
  • O código 5xxs erros de servidor: Esse tipo de erro significa que o servidor não conseguiu completar o pedido, e geralmente indica um erro da parte do cliente que está acessando o site.

É muito importante que o dono de um website entenda esses códigos para já ter uma ideia do que necessita ser modificado para garantir uma boa visitação aos usuários.

9.3. Redirecionamentos

Existe um entendimento equivocado de que todos os redirecionamentos 3xx são tratados igualmente, os testes mostraram que isso não é totalmente verdade.


Código de status HTTP 301 - redirecionamento permanente


Um redirecionamento 301 deve ser utilizado sempre que um link precisa ser redirecionado para outro permanentemente. 


Esse código passará os robôs e visitantes para o link atualizado. 


Além disso, um redirecionamento 301 significa que os visitantes e bots que acessam aquela página serão passados para o novo URL, 


Esse é o melhor método de redirecionamento pois preserva todos os backlinks ao seu conteúdo, ou seja, todos os sites que mencionaram o seu link em outras páginas.


Código de status HTTP 302 - redirecionamento temporário


Um redirecionamento 302 é semelhante a um 301 no sentido de que os visitantes e bots são passados para a nova página. 


Porém, o uso de redirecionamentos 302 não é recomendado para alterações permanentes pois o valor do link, ou seja, os backlinks que mencionamos anteriormente, são perdidos.

9.4. Links Internos

Links internos são links de uma página para outra de mesmo domínio.


Se você for blogueiro deve conhecer bem isso. Imagine que você bloga sobre suas viagens pela Europa, e aí conta alguma história relacionada a sua viagem à Paris especificamente. 


Geralmente você coloca o link do artigo no qual você publicou suas histórias em Paris.


Quando usados de forma estratégica, esses links podem melhorar muito a performance de um site nos mecanismos de busca. Um estudo mostrou que essa melhora pode resultar em aumento de 40% no tráfego orgânico da página.


Os links internos ajudam o Google a rastrear e descobrir conteúdo novo. Por exemplo, se você tiver algum conteúdo novo no seu site, fica mais fácil para o Google encontrar essa página se você adicionar um link para essa página em algum outro post antigo.


O número de links internos em uma página também é usado pelo Google como um sinal da importância relativa da página.


No entanto, é importante que os links sejam feitos de forma inteligente, mantendo a relevância em mente. 


Na verdade, se você está começando um blog, pensar em uma estrutura que facilite a linkagem interna pode te ajudar muito.


Você pode organizar os conteúdos em grupos de abrangência.


Por exemplo, digamos que você tem um blog sobre instrumentos musicais.


Você pode criar grupos de artigos mais abrangentes para cada tipo de instrumento (cordas, sopro, percussão) e artigos mais específicos sobre cada instrumento dentro desses grupos.


No seu artigo sobre instrumentos de cordas você vai poder linkar todos para os artigos específicos que escreveu, como o artigo sobre violões, o artigo sobre violinos, contrabaixos, cavaquinhos e por aí vai… 


Mesma coisa com o seu artigo sobre instrumentos de sopro, no qual você poderá linkar o artigo sobre trompetes, trombones, saxofones e por aí vai…


Isso funciona para qualquer tipo de produto ou assunto que você trabalhe no seu site.

Pegou a ideia?


adicionar a imagem de uma orquestra

Imagem mostrando tipos de instrumento musical diferentes

Com esse sistema de agrupamento, sempre que surgir um novo artigo você pode linká-lo em uma página já publicada e ajudar o Google a encontrar suas páginas novas. Um pouco de planejamento de conteúdo pode fazer toda a diferença

9.5. Profundidade da Página

Na estrutura de um site, a profundidade da página é o número de cliques necessários para alcançar essa página a partir da página inicial do site. 


Com isso, a página inicial tem profundidade 1, e todas as páginas à um clique da página inicial tem profundidade 2 e assim por diante. Ok, mas o que isso tem a ver com SEO?


Páginas que estão muito profundas, ou muito “escondidas” no seu site, tem menos chances de serem encontradas pelos robôs de rastreamento do Google. 


Então tente estruturar o seu site de forma em que a grande maioria das páginas sejam facilmente encontradas a partir da página inicial do seu site.

9.6. Pesquisas de Palavra-Chave

Um dos aspectos mais importantes de qualquer estratégia SEO é saber determinar o que é uma boa palavra-chave.


Para entender o que é uma boa palavra chave pode começar analisando a SERP, sigla para Search Engine Results Page, que é a página de resultados dos mecanismos de busca, que traz 10 links de resultados por página. 


Uma boa simulação das suas próprias palavras-chaves vai te ajudar a entender que tipo de conteúdo está dominando as buscas, e também como se posicionar melhor no ranking.


Por exemplo, o chamado search intent, que significa literalmente “intenção de pesquisa”, reflete o objetivo real de uma pessoa que faz uma busca usando o Google. 


Entender o que leva à uma pessoa a pesquisar uma palavra-chave ajuda o Google a saber exatamente qual tipo de conteúdo deve ser exibido ao leitor.


Por exemplo, se você pesquisar as palavras-chaves “refil de filtro”, o Google assume que a sua intenção é comprar um novo produto, e mostra alguns anúncios, links para lojas e até um mapa com as lojas mais próximas.


Caso você mude um pouco a pesquisa e adicione a palavra “trocar” o Google modifica o tipo de resultado e dá prioridade para conteúdos mais educativos que te ensinam a fazer a troca, assumindo que a sua intenção é de aprender a trocar o refil do filtro.

Print Screen de uma página de resultados do Google sobre a pesquisa “filtro de água”

Assim, o Google entende a intenção de pesquisa do usuário e organiza todo o conteúdo tendo isto em vista. 


É importante para o seu SEO também entender a intenção do usuário que pesquisa suas palavras chaves e incorporar isso ao seu conteúdo.


O Google classifica essas intenções em basicamente quatro tipos de buscas:

  • Intenção de saber;
  • Intenção de Ir;
  • Intenção de comprar;
  • Intenção de fazer algo (geralmente de forma gratuita);

Se você souber alinhar sua estratégia de SEO à essas intenções, fica mais fácil atrair a atenção dos seus leitores e planejar seu conteúdo para abranger todas essas intenções.

10. Melhores Ferramentas Gratuitas para Pesquisas de Palavras-Chaves

10.1. Google Keyword Planner

Essa é mais uma de várias ferramentas gratuitas oferecidas pelo Google. 


Ela pode ser usada para descobrir novas palavras-chaves com sugestões baseadas no seu site ou produto. 


Também é possível ver pesquisas mensais, com estimativas do número de pesquisas que uma palavra-chave recebe a cada mês.


Outra opção é organizar suas palavras-chave de acordo com categorias diferentes relacionadas aos seus produtos. Além disso, você também pode criar novas campanhas e fazer um planejamento do uso das suas keywords.

10.2. Google Trends

Google Trends também é uma ferramenta gratuita que oferece dados e gráficos sobre a popularidade de termos de pesquisa específicos usados no Google e Youtube.


Essa ferramenta pode ser utilizada para descobrir novas tendências, identificar tópicos ou subtópicos sobre uma empresa ou tema e também descobrir informações sobre as tendências na sua região.


Para pesquisar sobre uma palavra-chave é só colocá-la na caixa de pesquisa da página inicial. Além disso, você vai encontrar palavras-chaves que estão crescendo em popularidade, recomendadas pelo Google Trends.


Identificar as palavras chaves que ainda não se tornaram competitivas pode te dar uma vantagem enorme já que te dar a chance de alcançar o resultado número 1 no Google antes da palavra-chave viralizar.


Se você começar a explorar as opções do Google Trends logo vai aprender a utilizá-lo para moldar o seu conteúdo e seus títulos de forma mais eficiente.

11. Melhores Ferramentas Pagas

11.1. SEOScout

SEOScout é uma boa plataforma para testar e otimizar suas palavras chave. Essa ferramenta pode ajudar a otimizar seus títulos para gerar maior conversão e atrair mais cliques. 


Algumas das ferramentas incluem um Teste para SEO, que pode ser aplicado em todos elementos do seu site. 


O sistema permite também substituir e editar qualquer elemento que precise de mudança.


A plataforma também conta com uma ferramenta que pesquisa as palavras usando 

Inteligência Artificial para analisar todo o contexto de uma pesquisa. 


Outra função é o rankeamento de palavras-chave que te mostra quais palavras estão trazendo mais visitantes à sua página.


Você pode testar todas essas funcionalidades por sete dias e depois disso a plataforma custa a partir de 49 dólares por mês.

11.2. Answer The Public

Essa é uma ferramenta incrível para quem gosta de visualizar suas informações. 


A Answer The Public cria gráficos instantâneos baseados nas suas palavras-chave. 


A ferramenta agrupa todas as perguntas comumente perguntadas em relação à palavra chave em um uma localização e língua específica.


Por exemplo se você pesquisar a palavra “chocolate”, a plataforma cria o seguinte gráfico.

Captura de Tela mostrando exemplo tirado da plataforma AnswerthePublic

A ferramenta tem outras opções poderosas para te ajudar a criar conteúdo que enfatiza o interesse das massas. 


Porém para usá-la de forma ilimitada o custo é de 99 dólares por mês.

11.3. Ahrefs

Essa é uma plataforma popular para subir nos rankings do Google com ferramentas para pesquisa de palavras-chave, análise de competidores, monitoramento de backlinks, auditoria de website e mais.


A Ahrefs faz de tudo um pouco, com opções também para encontrar conteúdo novo que está crescendo em popularidade na web.


Você pode testar Ahrefs por 7 dias por um valor de 7 dólares e os planos começam a partir de 99 dólares por mês.

11.4. SEMrush

Essa plataforma além de monitorar o seu SEO e ser uma aliada na pesquisa de palavras-chave também permite uma análise da performance dos seus competidores.


A SEMRush possui mais de 40 ferramentas para auditoria de SEO, análise da performance e estabilidade do seu site, uma sessão dedicada para métricas na qual você pode acompanhar os seus resultados.


Outras funções interessantes incluem as medidas de “sentimento” que monitoram se as menções à sua marca são positivas ou negativas ao redor da web.


Todas essas funções custam a partir de 99 dólares por mês.

12. Como Criar Conteúdo que seja bom para sua SEO

Para que o seu conteúdo se destaque nos resultados do Google é importante que você preste atenção a alguns parâmetros que nós vamos detalhar aqui. 


Mais importante ainda é entender as preferências dos seus usuários e tentar se colocar no lugar de alguém que está pesquisando no Google.


No nosso artigo sobre Copywriting nós detalhamos as melhores técnicas para escrever de maneira persuasiva em todos os materiais do seu marketing digital. 


Além de escrever de forma persuasiva é fundamental que os seus artigos publicados também sigam os padrões de qualidade do Google para que eles cheguem ao topo da página de resultados.


Aqui estão alguns elementos que não podem faltar no seu material para que seu SEO seja feita da forma certa:

12.1. Pense em um bom Tìtulo

Os títulos são fatores de rankeamento e também elementos decisivos para que seu conteúdo seja aberto. Se o seu título não for interessante dificilmente vai ser clicado. 


Outro componente do seu título é que ele deve ser pesquisável, o que significa que ele precisa conter as palavras-chaves destinadas à sua audiência. 


Um bom título geralmente tem entre 60 e 75 caracteres.

12.2. Crie uma H1 tag

A H1 tag é como a manchete ou chamada do seu artigo. 


Esse é o primeiro título que aparece na sua página quando o visitante clica no seu link. 


O H1 ajuda o Google a entender qual é o assunto principal da sua página, e também é claro, serve para orientar o seu leitor.

12.3. Escreva uma Meta-descrição

As meta-descrições são textos de uma ou duas linhas que aparecem embaixo do título na página de resultados. 


Elas não afetam o seu ranking porém afetam a possibilidade do seu link ser clicado. 


A meta-descrição deve ajudar o título a ser mais atraente.


Uma dica é usar algum tipo de chamada para ação na sua meta-descrição, como no exemplo abaixo:

meta-descrição

12.4. Otimize suas imagens e melhore seu SEO

Usar imagens sempre é uma boa investida para melhorar os seus artigos e tornar seu conteúdo mais interessante. 


Além disso, pesquisas por imagem estão se tornando cada vez mais populares, o que significa que boas imagens, no formato certo, podem ajudar o seu negócio a ser encontrado com mais facilidade.


Aqui vão algumas dicas para você se certificar de que suas imagens vão realmente ajudar a estratégia de SEO do seu site.


Escolha o formato certo:  PNG e JPEG são os formatos mais comuns da internet. 


JPEGs são mais utilizados para imagens maiores e mais profissionais, enquanto PNG são mais indicados para uso corriqueiro e preservam melhor a qualidade das fotos.


Comprima suas imagens: Uma página com imagens não comprimidas fica inchada e lenta, já que imagens podem somar em média 21% do peso total de uma página. 


É altamente recomendável que você comprima suas imagens antes de colocá-las no seu site. Algumas ferramentas existem para isso como Photoshop, TinyPNG e outras.


O Google PageSpeed Insights pode te ajudar a determinar se a velocidade da sua página está sendo afetada por imagens.


Não use imagens repetitivas: O ideal é sempre usar imagens que você mesmo produziu. 


Mas se for usar banco de imagens evite utilizar imagens muito repetidas pois elas não vão te ajudar a se destacar na web. 


Pense em todas aquelas imagens repetitivas de call center que aparecem em vários sites. 


Já que é muito difícil produzir uma imagem original e exclusiva, você pode tentar usar imagens de forma mais criativa, e procurar imagens menos utilizadas para ilustrar conceitos de uma forma diferente. 

Print screen mostrando imagens de atendentes de call center no Google Images

Todas as imagens do seu artigo devem conter um alt-text, que é um texto alternativo que serve para descrever as imagens. Geralmente isso serve para que um usuário cego possa entender o artigo de forma completa mesmo sem ver as imagens. 


Além disso, o alt text também é utilizado para ajudar os robôs do Google a entender e classificar as imagens melhor.

13. Delegue sua Criação de Conteúdo

Imagem de um grupo trabalhando

Produzir conteúdo único, relevante e de qualidade é uma das estratégias mais usadas em Marketing Digital e uma boa parte das estratégias ensinadas aqui são aplicáveis à conteúdo.


Criar e manter um blog para sua empresa falando sobre assuntos relevantes para sua audiência é uma das melhores formas de conquistar atenção, ser descoberto e ganhar admiração da sua audiência.


Por exemplo, se você trabalha com venda de materiais de construção você pode criar um blog com artigos bem feitos sobre materiais de construção, novas técnicas e tendências, ou mesmo uma série de guias explicando como resolver problemas comuns ou um guia para ensinar seus clientes a construir uma churrasqueira, por exemplo.


Esse tipo de conteúdo pode gerar grande visibilidade para a sua marca e de quebra ser um diferencial em relação à sua competição.


Além disso, manter sua rede social ativa também é parte da estratégia de criação de conteúdo.


Manter tudo isso rodando com qualidade requer a atenção dedicada de um profissional, por isso, pode valer a pena contratar um profissional encarregado de produzir conteúdo exclusivo para sua marca ou produto.


Se você é um pequeno empresário e está começando agora a divulgar o seu negócio, você sabe que o seu tempo é importante.


Tomar conta de muitas tarefas de uma vez pode tirar o seu foco e te distrair dos objetivos principais dos quais só você como dono pode se encarregar. 


Por exemplo, contato com parceiros e investidores, planejamento estratégico a longo prazo, representação do seu produto em eventos, vendas e negociações e etc.


Parte dos atributos de um bom líder é saber distribuir bem as tarefas do seu negócio. 


Quando se trata de um blog ou redes sociais, é essencial ter alguém que possa se encarregar do seu conteúdo.


Para que essa delegação dê certo existem duas coisas que você precisa fazer:

  • Saiba quem é o seu público-alvo e os seus objetivos, defina o que você quer transmitir para essa audiência.
  • Contrate um escritor/produtor de conteúdo e comunique essas informações para ele ou ela com clareza.

As melhores plataformas para encontrar um escritor/produtor de conteúdo hoje em dia são Upwork, Fiverr, 99 freelas e Workana


É importante investir um certo tempo em achar o profissional certo, com quem você se sinta à vontade para se comunicar com abertura e honestidade.

14. O que é Link Building e como utilizá-lo para fortalecer sua estratégia de SEO?

Grupo de pessoas conversando em um evento

Link building é uma estratégia para conseguir mais backlinks que levem leitores de outras páginas até às suas. 


Nós já falamos sobre a importância de ter backlinks. 


Porém para conseguir links naturais, de sites com boa reputação você deve conseguir algumas parcerias.


Antes de correr atrás das parcerias é recomendável que você faça uma análise dos backlinks que você já tem, estabeleça uma meta para a sua estratégia de backlinks.


Faça uma lista dos blogs e websites que sejam relacionados com o seu conteúdo, ou produto e comece a buscar oportunidades de linkar o seu conteúdo com pessoas que já estão na sua rede, por exemplo contatos no Facebook, LinkedIn, pessoas que seguem suas páginas, clientes, amigos e etc.


É mais fácil criar conexões com pessoas que já conhecem você, o seu conteúdo e os seus produtos, pois elas têm mais chances de indicar os seus serviços dentro dos seus próprios sites.


Você também pode criar uma base de dados com todas as páginas que possuem conteúdos relacionados ao seu produto, ou a página para qual você quer trazer backlinks.


As ferramentas citadas nesse artigo como a SEMrush, Ahrefs e Buzzstream podem te ajudar a economizar tempo nesta pesquisa.


Quando você tiver selecionado os sites onde você gostaria de ter seu link referenciado é hora de caçar os contatos da empresas, se apresentar e oferecer o seu conteúdo como uma fonte de informação que pode acrescentar valor à página deles.


Outra dica é investir em Guest Posts, que são artigos de autores convidados. Isso te dá a chance de aparecer em um blog que não é seu. 


Isso pode te ajudar a estabelecer autoridade em um assunto e colocar links de qualidade para seu site.


Para encontrar oportunidades de Guest Posts você não precisa sair se oferecendo por aí. Se você fizer a pesquisa “escreva para nós” no Google já vai encontrar várias páginas que buscam escritores convidados para acrescentar ao seu conteúdo.


Com um pouco de negociação e boa comunicação você pode criar artigos únicos para outros sites que tragam tráfego e autoridade para o seu site.

Print screen de uma página de resultados do Google sobre a pesquisa “escreva para nós”

Outra estratégia para conseguir mais backlinks é a de encontrar links quebrados pela internet em artigos nos quais seja interessante publicar a sua página. 


Links quebrados são aqueles com erro 404, ou mesmo links que estejam extremamente desatualizados.


Assim você pode entrar em contato com os responsáveis pelo blog e oferecer a sua página como uma opção melhor para substituir o link quebrado.


Parece que estamos sugerindo que você rasteje pela internet em busca de links quebrados. 


Mas, na verdade, existem ferramentas para que isso seja feito de forma automática. A SEMrush por exemplo, oferece essa opção.

15. Resumo

Neste artigo, nós falamos sobre:

  • O que é SEO e como ele funciona
  • Ferramentas para Auditoria de SEO
  • Pesquisa de Palavras-Chaves
  • Criação de Conteúdo
  • Link Building

Cada um desses assuntos mereceria um livro inteiro de conteúdo.


Nosso objetivo foi te apresentar os aspectos mais determinantes de uma estratégia de SEO completa que você precisa conhecer para se manter em dia.


SEO é apenas um dos vários assuntos que você precisa conhecer para manter seu negócio digital em dia. 


Se você quer aprender mais com artigos simples e informativos, não deixe de conferir outros artigos do nosso blog para aprender mais sobre assuntos essenciais para a estratégia de Marketing Digital da sua empresa.